sísifo

A tarefa sisífica, que por essência é definida por uma imposição externa, é completa a partir do momento em que ela não se vê mais como tarefa, e sim como fim. Este trabalho exprime a investigação do paradoxo que, assim como o absurdo de Camus, é causa e efeito simultaneamente – a transposição do limite de um elemento faz com que suas idiossincrasias voltem contra si mesmas e se auto-sabotem.

 

É preciso encarar este absurdo, e mantê-lo vivo. Contemplá-lo a fim de se tornar mais forte do que a pedra e, como Sísifo, superar o castigo.

 

Uma mensagem, gravada em uma fita, não pode ser transmitida devido à microfonia causada pelo microfone, resultando num som agudo que não permite que a mensagem seja ouvida.

TOP

>